terça-feira, fevereiro 16, 2010

ARI CUNHA

Cursos de medicina


Correio Braziliense - 16/02/2010

Autoridades da educação estão preocupadas com o crescimento dos cursos de medicina em São Paulo e no Centro-Oeste. Novos médicos, mesmo que queiram aprender, não absorvem nada. Os professores são contratados. Em nome de empresa no Brasil Central vão se registrando as faculdades de medicina. É venda de diplomas. Há os que compram e pagam adiantado. Outros comparecem uma vez por mês e recebem o registro de diploma sem faltas. A coisa chegou a tal ponto que os médicos com registro vão iniciar o que acontece com advogados. Fazer prova primária para só depois receber o diploma, assim os falsos médicos serão expulsos da profissão. É descalabro o que acontece no Brasil. O que a população precisa é de profissionais para ajudar pessoas sem saúde.


A frase que foi pronunciada

“É passageira a felicidade de todos esses que vês caminhar com arrogância.”
» Sêneca



Concursos

»
Cidade sem chaminés, Brasília tem rendosas indústrias. Comecemos pelos concursos. O número é grande e a renda, superior. Dentre os concursados há vagas para poucos. O dinheiro sobra para muita coisa, inclusive premiar os organizadores, o que sempre acontece.

Eletrônico

»
O Senado institui ponto eletrônico. Economia de horas extras. Dá ideia de aperto para que outros poderes adotem a mesma coisa. Há reticências. Outros poderes, inclusive o Executivo, não podem se dar a esse luxo. Há centenas de milhares de funcionários públicos com trabalho itinerante nos 5 mil municípios.

Camisa 10

»
E-mail de petronioporto@gmail.com enviado à coluna carrega em acusações ao colunista. Mesmo com restrições, defendo o direito de dizer o que entende. Mesmo assim, vale lembrar os termos chulos da mensagem. Dá a entender que fala com o fígado, não com o raciocínio. Considere-se atendido e volte, querendo.

Apagão

»
A Venezuela está no “apagão” administrativo. À falta de previdência, de cuidado e de zelo, o coronel Hugo Chávez coloca o país em dificuldades de toda ordem. Continua prepotente, ameaça o povo com prisão e condenação se não obedecer aos ditames do ditador. Sente-se o próprio cidadão planetário. A massa popular escapole e combate o chefe do governo. É guerrilha verdadeira.

Mundo é aldeia

»
Chuvas, desastres, mortes, queda de barreiras, rios cheios. Essa é atualidade vivida pelo Brasil. Morros descascados no alto. Construções irregulares. A infraestrutura está superada. Não aparece plano para reconstrução dos serviços, de acordo com o crescimento de bairros e cidades. Esgotos sobrecarregados, ruas sem tráfego. Milhares de quilômetros dão a incerteza de quem dirige nas cidades impróprias. Em 10 anos seria possível executar projeto para salvar comunidades.

Atualização

»
Cadastro que está sendo atualizado pelo governo federal está cheirando a movimento eleitoral. Pelo menos às vésperas da eleição presidencial. Eleitores estão vendo com ar de suspeita embora não haja comprovação.

Cédulas novas

»
Despedida do presidente Lula da Silva está sendo marcada pela reedição da moeda brasileira. A impressão é exatamente igual à atual. Melhora quanto à qualidade e às dificuldades para falsificação. A produção é lenta. Pelos planos continuará até 2014 quando será impressa a última fornada.

Brincadeira

»
Com a profissão de ser sempre bem-humorado, o macaco Simão lembrou que foi muito importante a decisão de tamanhos diferentes para as novas cédulas brasileiras. Assim, terá uma adaptação melhor para as cuecas e meias.

Mancada

»
Os Correios não passariam na prova. No portal da empresa a chamada é a seguinte: “Correios volta (sic) a prorrogar as inscrições dos concursos”.

História de Brasília

O presidente Jânio Quadros não sabe, mas há um corre-corre tremendo no Ministério da Fazenda. O novo diretor-geral, sr. Alfonso Almiro, pediu ao antecessor para passar o cargo no Rio. E disse mais: “Depois eu vou dar uma olhadela em Brasília”.(Publicado em 24/2/1961)

Um comentário:

Adm. Eva Adriana disse...

Concordo que seja aplicada provas como da OAB também para os médicos, só assim teremos um conceito melhor de como anda a qualidade dos profissionais de medicina no Brasil. Afinal são tantos erros médicos das informações que tenho mais atualizada é de que nenhum cursou uma Faculdade no Exterior, são todos (segundo o diploma) formados no Brasil!!!!